segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Mineiros atribuem suposto milagre a Padre Libério


Uma radiografia misteriosa mexe com a fé dos moradores do interior de Minas. A imagem de um padre aparece nos exames de um jovem que foi atropelado e conseguiu sobreviver. A família acredita que foi milagre.

Nas ruas das cidades de Pará de Minas e Leandro Ferreira, duas cidades do interior mineiro, as histórias de graças alcançadas com a ajuda do padre Libério vão desde achados e perdidos até cura milagrosa de epilepsia.

“Ele foi dando a benção, parecia que tinha um redemoinho de fogo na minha cabeça”, conta a faxineira Nilda Alves dos Santos.

“Foi um milagre”, diz o estudante Walace de Souza.

Walace foi atropelado no dia 8 de dezembro do ano passado quando participava de uma romaria em uma estrada. Foi parar no hospital com fraturas na bacia e hemorragia interna.

Aí o médico “falou que não dava três dias de vida para ele”, conta o pai de Walace, Feliciano Assis de Souza.

“Eu levantei no dia 7 de janeiro, um mês depois e eu consegui ficar de pé”, aponta o estudante Walace de Souza.

A recuperação deixou a família espantada, mas a maior surpresa foi o raio-X da bacia de Walace: os fiéis acreditam que aparece o rosto do padre Libério, que morreu em 1980.

“O raio-X está ali, quem conheceu ele em vida vai ver o raio-X e vai comprovar. O verdadeiro padre Libério”, aponta o pai de Walace, Feliciano Assis de Souza.

A Igreja já estudava dois casos de supostos milagres atribuídos ao padre Libério, o caso de Walace é o terceiro. O padre Adelmo Sérgio Gomes investiga se o desenho do raio-X pode ser realmente a imagem do padre Libério.

“Não podemos dizer que seja milagre ainda, vai depender da investigação. Se tivermos laudos dos médicos, testemunhos e chegarmos à conclusão de que realmente aproxima-se de um milagre, a gente então vai anexá-lo ao processo de beatificação”, descreve Adelmo Sérgio Gomes.

Levamos a imagem do raio-X para ser analisada pelo doutor Paulo Bahia, chefe do serviço de radiologia do hospital da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Para ele, a imagem tem outra explicação: é uma ilusão de ótica.

“Examinando com detalhes a radiografia, pode-se perceber que os olhos são formados pelo sacro, que é um osso que constitui parte da bacia, a orelha é formada pelos ilíacos, também estrutura óssea da bacia, a boca é o gás dentro do intestino, assim como o rosto é formado parcialmente pela bexiga que está cheia nesse caso”, mostra o médico Paulo Bahia.

Casos de radiografias que parecem mostrar coisas estranhas são comuns na medicina.

No ultrassom de uma grávida, as artérias e o cordão umbilical formam uma carinha com sorriso. Outro exame mostra um coração - que são apenas gases - e um outro se parece com um rosto, mas claro que não existem rostos dentro da glândula hipófise.

Com milagre ou não, Walace está feliz da vida: “Não sinto nada. Estou perfeito, graças a Deus, como eu era antes”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário